Líderes da IASD se reuniram em evento para debater atividades para 2014

Imprimir PDF
SITE 204Pastores e líderes se reuniram nos dias 18 a 21 de agosto para definir metas da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) para 2014. Esse evento é conhecido como Concílio de Administradores e Departamentais (CAD) e acontece anualmente na União Sudeste Brasileira (USeB), escritório administrativo que dirige a IASD nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo.
  •  anessa Lemes

Só em Minas Gerais, são quatro escritórios que cuidam das regiões. A Associação Mineira Central, em Belo Horizonte; a Associação Mineira Sul, em Juiz de Fora; e a Associação Mineira Leste, em Governador Valadares e a Missão Mineira Norte, em Montes Claros.

O treinamento aconteceu na cidade de Caeté, localizada na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais. O pastor e vice-presidente da IASD, em oito países sul-americanos, Bruno Raso, fez uma reflexão sobre a missão de pregar o evangelho, levando esperança aos outros, que é o próprio Jesus. “A única esperança” foi tema central deste ano no CAD.

Foram quase 170 pessoas presentes no evento. Dentre eles, os responsáveis pelos departamentos da Associação Mineira Sul, escritório responsável pela igreja no Sul de Minas, estiveram presentes, aperfeiçoando o trabalho para levar orientações às igrejas, em 2014.

O evento contou com palestras gerais e reuniões específicas, subdividindo os departamentos com o intuito de discutir, em cada área, o que será feito em 2014 e formular novas metas. 


E, desta vez, os departamentais foram acompanhados por suas esposas. Elas foram com o objetivo de serem capacitadas para ajudar os pastores, seus esposos, em sua missão e no cuidado da família, especialmente quanto à saúde. Elas assistiram palestras e conselhos sobre o regime alimentar.

Outra novidade foi a redução de atividades no calendário do pastor. O pastor e presidente da USeB, Maurício de Lima, explica que a mudança do calendário baseou-se na necessidade de trabalhar o que é mais importante, evitando desfocar os trabalhos principais a serem realizados. “Nós não temos uma porção de novidades, datas novas, pelo contrário, temos, para 2014, um programa menor, mais definido, com materiais que são essenciais e, para a igreja, um calendário mais enxuto para que os pastores tenham condições de trabalhar com os seus projetos internos”, esclarece.

E essa ideia já foi positiva para alguns, como para o pastor e responsável pelo Ministério Pessoal, Escola Sabatina e Evangelismo no Sul de Minas, Éber Soares. Ele diz que essa mudança irá proporcionar um desenvolvimento melhor das atividades previstas. “Eu entendo que vamos ter muito mais qualidade no trabalho pastoral tanto nos eventos quanto no atendimento aos membros das igrejas”, declara.

Pensamento semelhante tem Matheus Tavares. Ele, que é responsável pelo Ministério Pessoal, Escola Sabatina e Comunicação no Rio de Janeiro, acredita que, com a agenda resumida, será viável alcançar as metas propostas durante o ano. “Eu vejo como produtivo, pois vai dar liberdade, criatividade para que nós, pastores, venhamos a conseguir chegar aos objetivos que planejamos”, pontua.

Com colaboração de Elias Oliveira 

Veja mais fotos


Administração

itamar p
Leonardo p judson p

Departamentais

gustavo p Gustavo marques p Luiz-claudio p       
mirandat débora p mirandat       

WebMail

Usuário:
Senha: